9/8/2016 0h0
Conservação Auditiva
E-mail

Seconci-SP oferece Programa de Conservação Auditiva para empresas

Cerca de 360 milhões de pessoas no mundo sofrem com alguma perda auditiva, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). O número corresponde a 5,3% da população mundial. Com o objetivo de contribuir para que as empresas da construção civil criem ações voltadas aos trabalhadores expostos a altos níveis de ruído, o Seconci-SP oferece o Programa de Conservação Auditiva (PCA). 

O programa é voltado à realidade do canteiro de obras e colabora para que as empresas do setor estejam de acordo com as obrigações legais, conforme as Normas Regulamentadoras (NRs) 7, 9 e 15 e a Portaria 19 do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), além da ordem de Serviço 608/91 do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social).

De acordo com a dra. Ina Irene Liblik Quintaes, gerente da Medicina Ocupacional do Seconci-SP, são inúmeras as vantagens do programa. “O PCA tem a finalidade de proteger os empregados dos efeitos da exposição ao ruído na saúde, de maneira organizada, por meio da administração da Segurança e Saúde Auditiva no trabalho, com diretrizes e condutas para proteger os funcionários de danos auditivos e as empresas de danos civis e trabalhistas”, enfatiza.

A perda auditiva induzida por ruído (PAIR) é causada pela exposição prolongada a níveis elevados de pressão sonora, podendo acarretar danos ao aparelho auditivo e à saúde em geral. “A PAIR é indolor, irreversível e bilateral. A evolução da doença é geralmente mais rápida na instalação e nos primeiros anos, e lenta com o passar dos anos de exposição sistemática a ruídos de alta intensidade (acima de 85 decibéis) sem proteção auditiva”, diz a dra. Claudia Amélia Pereira Martim, fonoaudióloga do Seconci-SP.

O serviço realizado pelo Seconci- SP começa com a realização de audiometria em todos os funcionários expostos ao ruído com o objetivo de identificar se há perda auditiva e qual o tipo de perda. Certos casos são decorrentes do ruído e, também, de outras causas e necessitam da avalição de um otorrinolaringologista.

 A entidade realiza visita técnica para fazer medições ambientais de ruído e elabora alternativas para reduzir a um máximo de 85 decibéis em 8 horas de exposição ao ruído. Outro serviço oferecido pelo Seconci-SP são palestras educativas sobre a utilização dos protetores auditivos, com orientações sobre o uso adequado, higienização e manutenção, além de conhecimento gerais sobre ruído e suas consequências.