2/6/2018 0h0
Consumo abusivo de álcool
E-mail

Por que no Carnaval muitas pessoas aumentam o consumo de álcool e até consomem drogas ilícitas? A dra. Amara Alice Darros, médica psiquiatra do Seconci-SP, alerta que em períodos festivos é muito comum as pessoas ficarem ansiosas e mais propensas a agir por impulso, o que pode levar a exageros e arrependimentos futuros. 
    “Existe um grande apelo pelo consumo de drogas lícitas, como a cerveja e bebidas destiladas (uísque, vodca, cachaça, rum etc.) em festas, especialmente, no Carnaval. Diante disso, quando a pessoa sabe que não consegue evitar ou fazer o uso com moderação, o indicado é fugir da situação de exposição”, comenta a psiquiatra. 
    A coordenadora do Serviço Social do Seconci-SP, Angela Nogueira Braga da Silva, comenta ser comum associar a dependência apenas a drogas com alto poder viciante, como a cocaína e o crack, por exemplo. Porém, de acordo com Angela, é importante que as pessoas considerem o perigo da compulsão também com relação às drogas lícitas e de fácil acesso, como o álcool. Angela é responsável pelos grupos de apoio da entidade que ajuda pessoas que realizam tratamento de transtornos psicológicos e de dependência química.
    Para se ter uma ideia do poder da bebida alcoólica, no corpo humano, a ingestão de três latas de cerveja ou 1,5 dose de uísque equivale a 0,6 a 0,9 grama de álcool por litro de sangue. Já é o suficiente para provocar estado de euforia, com redução de atenção. 
    Angela orienta para aproveitar o Carnaval: 
þ EVITE A MISTURA DE SUBSTÂNCIAS: o uso de bebidas alcoólicas associadas com drogas pode causar surtos psicóticos
þ A INGESTÃO DE ÁLCOOL provoca a desidratação do organismo, por isso é importante beber bastante água 
þ SE FOR BEBER, NÃO DIRIJA: as leis estão mais rígidas para pessoas flagradas dirigindo embriagadas. Além disso, os locais onde serão realizadas as festas de Carnaval, geralmente, são de difícil acesso para carros. Por isso, prefira o transporte público.