3/12/2019 0h0
Dia Mundial do Rim
E-mail

      O Dia Mundial do Rim acontecerá em 14 de março, com o tema “Saúde dos rins para todos”. A intenção é prevenir as doenças renais que hoje afetam 850 milhões de pessoas no planeta.
     Segundo o nefrologista do Seconci-SP, dr. Paulo Sérgio Rovai, as principais funções do órgão são: regular a pressão; filtrar o sangue; eliminar toxinas, excesso de água e sais; e produzir hormônios que evitam a anemia e enfermidades ósseas. “A doença renal crônica é uma lesão nos rins que se mantém por três meses ou mais, gerando consequências como hipertensão, problemas vasculares, hemorragias, anemia, entre outras”, comenta o médico.
     Nos estágios iniciais, a enfermidade não mostra sintomas ou estes são poucos e inespecíficos. Por isso, o diagnóstico pode demorar e a lesão ser detectada quando o funcionamento dos rins já estiver bastante comprometido. “Tanto o diagnóstico como o tratamento precoces se tornam eficazes para evitar o avanço da doença”, destaca o dr. Rovai.
     Os sintomas mais frequentes são inchaço, perda de apetite, cansaço excessivo, anemia e pressão alta. Diabetes e hipertensão são os principais agentes.
     A adoção de hábitos saudáveis como beber bastante água, controlar o nível de açúcar no sangue, monitorar a pressão arterial, praticar exercícios físicos, ter dieta saudável, controlar o peso e evitar o tabagismo e a automedicação contribuem para sua prevenção, retardamento e controle. “A primeira recomendação é a redução do sal na alimentação. Sua ingestão diária não deve ultrapassar 5 gramas”, indica. 
     O diagnóstico é realizado com exames de urina e sangue, com a dosagem de creatinina. O tratamento acontece com medicamentos, alterações de hábitos e dietas; nos casos mais avançados, com diálise para filtrar o sangue e, posteriormente, transplante renal.