6/24/2015 12h47
Dicas para evitar as doenças de inverno
E-mail
O inverno é uma época propícia para a ocorrência de doenças respiratórias. A estação é marcada pelas baixas temperaturas e tempo seco, o que faz com que as pessoas busquem ambientes fechados para se protegerem do frio. Esse cenário, somado à poluição que costuma ter os índices elevados no período, é favorável à proliferação de enfermidades como gripes, resfriados e problemas alérgicos. Para ajudar a enfrentar a temporada sem incômodos, o médico Horácio Cardoso Salles, pneumologista e gerente da área de Medicina Ambulatorial do Seconci-SP, esclarece dúvidas e dá dicas de prevenção. . Gripe e resfriado Ambos são causados por vírus altamente contagiosos, mas o resfriado é mais leve, costuma durar de 5 a 7 dias e dificilmente evolui para um quadro mais grave. A gripe causa febre, normalmente acima de 38ºC, deixando a pessoa prostrada, com dor de cabeça, dores pelo corpo, mal estar e sem apetite. É causada pelo vírus Influenza e pode evoluir para pneumonia. “Em qualquer um dos casos, a hidratação é muito importante. No caso da gripe, a vacina é a melhor forma de prevenção”, recomenda Salles. . Alergias Nesse grupo, estão a amidalite, asma, bronquite, faringite, meningite e sinusite, além das alergias de pele, chamadas de dermatite tópica, que ocorrem com muito mais frequência devido ao tempo seco. Os ácaros (presentes no pó ou poeira) e os pelos e penas de animais são os principais causadores de alergias. Ao entrarem no sistema respiratório ou em contato com os olhos ou outra mucosa, podem desencadear a hipersensibilidade. “Evite tapetes e cortinas em casa e utilize panos úmidos para a limpeza dos ambientes, uma vez que vassoura e espanador levantam pó. Outra dica é lavar as roupas guardadas há muito tempo antes de colocá-las em uso”, alerta o pneumologista.