5/23/2017 0h0
Glaucoma
E-mail

Na próxima sexta-feira, 26 de maio, será celebrado o Dia Nacional de Combate ao Glaucoma. A doença é a principal causa de cegueira irreversível no mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), e acomete cerca de um milhão de brasileiros de acordo com levantamento da Sociedade Brasileira de Glaucoma (SBG).
    Por tratar-se de uma doença sem cura, o diagnóstico precoce e o tratamento adequado são as melhores formas para evitar a perda da visão. “Existem diversos tipos de glaucoma, como o agudo, que causa dores fortes no olho, porém a maior incidência é do chamado crônico de ângulo aberto, que não provoca dor, nem incômodo. Nesses casos, é comum o paciente só descobrir que é portador da doença quando já está com a visão comprometida”, explica a dra. Marcia Domingues Fernandes, oftalmologista do Seconci-SP. 
    Ela ressalta que as pessoas quem têm parente de primeiro grau com glaucoma, as que estejam acima dos 40 anos de idade, as da raça negra, as míopes e as portadoras de diabetes (com retinopatia diabética) estão entre aquelas que mais correm o risco de desenvolver a doença. Por isso, para este grupo, a consulta anual ao oftalmologista é imprescindível.