8/13/2019 0h0
Hábitos saudáveis previnem o colesterol elevado
E-mail

O Dia Nacional de Combate ao Colesterol, ocorrido em 8 de agosto, alertou para o perigo de níveis elevados da substância, que atingem 4 entre 10 brasileiros adultos. 
    A médica do Seconci-SP Priscila Cardozo, explica que o colesterol é um tipo de gordura presente no sangue classificada como HDL, bom, e LDL, ruim, responsável por processos inflamatórios nos vasos sanguíneos. “Durante as consultas de rotinas, os médicos costumam solicitar exames de sangue para analisar a dosagem das gorduras favoráveis e prejudiciais para a circulação sanguínea. Estas últimas podem causar doenças arteriais periféricas, cardíacas e cerebrovasculares. As mais graves são o AVC e o infarto”, explica.
    A doença não apresenta sintomas expressivos, mas tem fatores de riscos, como diabetes, estresse, alto consumo de bebidas alcoólicas, sedentarismo e tabagismo. Constatado o problema, será possível definir o tratamento mais adequado. “A mudança no estilo de vida será sempre o primeiro passo. Alguns casos necessitam de remédios que ajudam de 15% a 50% na redução do colesterol”, diz Priscila.
Hábitos como dieta equilibrada e atividades físicas são relevantes no tratamento. O plano terapêutico também inclui apoio de um nutricionista para orientar sobre a escolha, quantidade e preparo dos alimentos. 
    A substituição de algumas comidas, como arroz branco por integral, carne vermelha por branca, e a inclusão no cardápio de fibras naturais, aveia, frutas, legumes e verduras, favorecem a dieta e o controle da gordura no sangue. “É importante também evitar o consumo de alimentos fritos em óleo e incluir a prática de atividades físicas, de pelo menos 150 minutos por semana”, ressalta a médica. 
    A prevenção requer exames anuais para homens acima de 35 anos e mulheres depois dos 45, visto que após a menopausa os riscos podem aumentar, de acordo com o Ministério da Saúde. Tanto exames periódicos como admissionais de trabalhadores exigem a análise de colesterol, glicose e monitoramento da pressão, e o Seconci-SP fornece todo o suporte para os trabalhadores das empresas contribuintes, além de contar com equipe multidisciplinar para auxiliar os pacientes na mudança do estilo de vida e abandono do tabagismo.