7/18/2016 0h0
Inauguração
E-mail

Alckmin e Uip inauguram AME administrado pelo Seconci-SP em Lorena

O governador Geraldo Alckmin e o secretário de Estado da Saúde, David Uip, inauguraram em 16 de julho o Ambulatório Médico de Especialidades (AME) Lorena. Na solenidade, o presidente do Seconci-SP, Sergio Porto, afirmou ser este mais um exemplo de como a saúde pública pode aumentar a oferta de serviços de excelência com a participação da iniciativa privada. “Na atual crise que atinge o país, é animador constatar que continuamos sendo capazes de ampliar e melhorar continuamente os serviços de saúde por meio destas parcerias”, disse.

David Uip ressaltou que o Seconci-SP “é um dos melhores e mais competentes parceiros do governo do Estado na área da saúde”. Alckmin compartilhou esta avaliação, enfatizando que a entidade está entre as melhores Organizações Sociais de Saúde do Estado. “O Seconci-SP é craque naquilo que faz e está mais do que preparado para oferecer um belíssimo trabalho à população”, disse.

Estiveram presentes os prefeitos de Aparecida, Cunha, Cruzeiro, Ilhabela e São José do Barreiro, e os deputados estaduais Antonio de Sousa Ramalho, Ricardo Montoro e o Padre Afonso Lobato, entre outras autoridades.

O AME Lorena terá capacidade para realizar mensalmente cerca de 8.000 exames de apoio diagnóstico, 13.170 consultas médicas, 2.000 consultas em outras especialidades, 800 sessões de fisioterapia e 450 pequenas cirurgias.

A unidade atenderá uma população de referência de 450 mil pessoas da Região Leste do Estado de São Paulo, distribuídas entre 17 municípios do Vale Histórico: Aparecida, Arapeí, Areias, Bananal, Cachoeira Paulista, Canas, Cruzeiro, Cunha, Guaratinguetá, Lavrinhas, Lorena, Piquete, Potim, Queluz, Roseira, São José do Barreiro e Silveiras.

Este é o quinto AME gerenciado pelo Seconci-SP, os demais são Barradas e Dr. Geraldo Bourroul, ambos na capital; Caraguatatuba e Sorocaba.

Os AMEs são unidades de alta resolutividade, com modernos equipamentos, que oferecem consultas, exames e, como no caso de Lorena, cirurgias de baixa complexidade em um mesmo local, proporcionando maior rapidez ao diagnóstico e ao tratamento dos pacientes.