9/12/2017 0h0
Ortóptica
E-mail

Visão dupla ou embaçada, ardência no olho, cansaço, sonolência, lacrimejamento, sensibilidade à luz e dor de cabeça – estes podem ser sintomas do distúrbio de visão binocular. A boa notícia é que o problema pode ser tratado sem uso de óculos e com os recursos da Ortóptica, uma fisioterapia dos músculos oculares.
    Segundo Mariza Basile, ortoptista do Seconci-SP, é comum o portador desse distúrbio não notá-lo, pois muitas vezes o cérebro acaba compensando a perda da visão de um dos olhos. Com a fisioterapia ocular, ele poderá recuperar a visão correta.
    Acidentes de trabalho, como quedas e pancadas, e diabetes, pressão alta ou baixa imunidade também podem ocasionar o distúrbio. É fundamental procurar o oftalmologista já nos primeiros sintomas.
    “Estrabismo ou danos nos nervos que controlam os músculos oculares também podem ser revertidos pela Ortóptica. Quanto mais cedo ocorrer o diagnóstico, maiores serão as chances de cura sem necessidade de cirurgia”, comenta Marize.
    Como os desequilíbrios de visão em crianças costumam demorar a ser detectados pela família, a especialista recomenda que os pais consultem o oftalmologista já a partir do sexto mês de vida do bebê. 
Recomendações
    •    Trabalhador da construção civil deve usar cinto de segurança e óculos de proteção; empresas devem fornecer óculos com grau, se necessário.
    •    Ao utilizar o computador, coloque a tela ligeiramente abaixo da altura dos olhos e faça uma pausa de 10 minutos a cada duas horas; um ótimo exercício para relaxar os músculos oculares é olhar pela janela.
    •    Quando usar celular ou tablet com frequência, pisque regularmente para lubrificar o globo ocular.
    •    Mantenha uma fonte de luz acesa quando assistir TV, para não forçar a vista.