12/11/2014 0h0
Primeiro ambulatório médico do Seconci-SP dentro de um canteiro de obra na capital paulista é implementado
E-mail
O Seconci-SP acaba de instalar, na construtora Eztec, o primeiro ambulatório médico da entidade dentro de canteiro de obra na capital paulista. Anteriormente, o Seconci-SP teve ambulatórios dentro de obras em São José dos Campos e Sorocaba. Essa medida contribui para que as empresas reduzam custos com saúde e garante aos trabalhadores acesso a um atendimento médico de qualidade. Pesquisas do Seconci-SP mostram que os exames médicos realizados nestes ambulatórios diminuem o tempo de deslocamento do trabalhador até os consultórios e, com isso, evitam o absenteísmo. A redução de ausência no trabalho pode chegar a 2.914 horas por mês para uma base de 1.000 empregados, o que corresponde ao trabalho de 13 funcionários com uma jornada de 220 horas por mês. Para a gerente de Medicina Ocupacional do Seconci-SP, Dra. Xiomara Salvetti, o serviço é um grande benefício aos trabalhadores. “Para quem não possui um plano de saúde, ter acesso a um primeiro atendimento médico dentro do local de trabalho é valioso. Oferecemos avaliação com orientação médica de qualidade para garantir ao trabalhador um tratamento adequado”, enfatiza a médica. Rapidez, segurança e conforto são os três pontos fundamentais ao se implantar um ambulatório em canteiro. Um dos benefícios é a redução dos riscos de agravamento da lesão para os trabalhadores que se acidentam, uma vez que um médico presente garante um diagnóstico rápido e diminui as chances de sequelas e invalidez. Já para as empresas, a medida representa a redução de custos. A criação do ambulatório médico está regulamentada na Norma Regulamentadora (NR)-18 para frentes de trabalho com 50 ou mais trabalhadores. “Ter acesso ao ambulatório e seus programas de promoção à saúde resulta em reconhecimento dos funcionários, o que gera motivação individual e coletiva. O resultado é uma equipe mais produtiva”, conclui Dra. Xiomara. Campanhas – O local também pode ser utilizado para a realização de campanhas de prevenção e controle de obesidade, hipertensão, diabetes, colesterol, depressão, entre outros temas. Com os resultados em mãos, a equipe do ambulatório médico pode criar ações específicas, caso algum problema de saúde seja predominante entre os trabalhadores. Desta forma, reduz-se o número de afastamentos e promove-se a melhoria na produtividade. Gestão em Saúde Ocupacional – O ambulatório também está habilitado a realizar exames ocupacionais, tais como admissionais, demissionais, periódicos, retorno ao trabalho e mudança de função, bem como servir de apoio no controle e fiscalização dos documentos das empresas subcontratadas, garantindo que os empregados se encontrem aptos para o trabalho. Afastamento médico – O médico do ambulatório acompanha de perto os casos de retorno ao trabalho após a alta do INSS e as adaptações à função, que muitas vezes são exigidas. Assim, garante uma reintegração segura do funcionário ao seu ambiente. Acidentes de trabalho – Fazer o primeiro atendimento dos acidentados no ambulatório permite a avaliação correta, contribuindo para uma rápida recuperação, além de garantir a notificação sobre o acidente junto aos órgãos responsáveis, evitando a subnotificação.