7/13/2017 0h0
Problemas oculares
E-mail

Aproveitando o Dia da Saúde Ocular, comemorado em 10 de julho, o oftalmologista do Seconci-SP, Edgard Macedo, esclarece alguns cuidados básicos para a manutenção de olhos saudáveis. “A prevenção deve começar desde a infância, mesmo que a criança não apresente sintomas de deficiência visual. Frequentar um oftalmologista a partir dos 5 ou 6 anos de idade permite identificar e tratar problemas de forma precoce, e barrar a evolução para doenças mais graves ou mesmo evitar possíveis sequelas”. 
    Entre os adultos, a consulta anual a um oftalmologista também é muito importante e contempla ainda mais exames. Motilidade ocular, acuidade visual com e sem correção, refração, medida da pressão intraocular (tonometria), biomicroscopia (patologia externa) e fundo de olho são alguns deles. “Muitas pessoas acreditam que o único objetivo dessa visita é atualizar o grau dos óculos, mas ela é muito mais do que isso. É nesse momento que se faz o diagnóstico de doenças como glaucoma e catarata”.
    O médico alerta ainda para a importância de se proteger os olhos contra a radiação dos raios de sol, que podem danificar a córnea, o cristalino e a retina. “Para os trabalhadores da construção que, em muitos casos, ficam expostos por longos períodos aos raios solares é muito importante o uso do capacete com aba frontal e do óculos de sol”, conclui.
    Entre os principais acidentes estão corpo estranho na córnea, queimaduras por produtos químicos e solda elétrica. No momento do incidente, ou assim que os efeitos são sentidos, o trabalhador deve lavar os olhos com água em abundância e não coçar o local irritado. Se o incômodo persistir, o recomendável é procurar um serviço de urgência com oftalmologista. “Usar o Equipamento de Proteção Individual (EPI) certificado e lavar sempre as mãos com água e sabão antes de colocá-las nos olhos são as medidas de prevenção mais eficazes”, diz o especialista.
    Além do atendimento ambulatorial, o Seconci-SP oferece a avaliação oftalmológica, que faz parte dos exames médicos ocupacionais (admissionais, periódicos e demissionais) e é fundamental para diagnosticar possíveis defeitos de visão. A sua realização periódica reduz o absenteísmo (falta ao trabalho) motivado por doenças e garante que o trabalhador esteja adequado à função com melhor desempenho, minimizando o risco de acidentes de trabalho.