10/29/2019 0h0
Proteger das cáries
E-mail

Como se proteger das cáries
Segunda doença mais comum do mundo depois do resfriado, a cárie é uma deterioração dos dentes, provocada principalmente por má higiene da boca e que pode ser perfeitamente prevenida. É o que relata a dentista do Seconci-SP Vanessa Alves, por ocasião do Dia Nacional da Saúde Bucal, ocorrido em 25 de outubro.
    “A boca é repleta de bactérias, que em condições normais de saúde bucal estão em equilíbrio. Mas sem uma higiene adequada, forma-se uma placa constituída por estas bactérias e carboidratos (açúcar e amido) provenientes da alimentação, formando um biofilme que envolve os dentes. Quando essas bactérias se multiplicam, produzem ácidos que corroem as estruturas dentais”, explica a dra. Vanessa.
    Segundo a dentista, o aumento de cáries pode estar associado ao baixo fluxo de saliva, a qual contribui para o equilíbrio do PH neutro da região e devolve minerais aos dentes. “Por isso, a xerostomia, que é a redução da quantidade de saliva, pode levar a maior incidência de cárie. Essa redução pode ocorrer pelo uso de medicamentos, como antidepressivos, antieméticos, sedativos e tratamento de radioterapia e quimioterapia”, afirma. 
    Por ser a cárie uma doença multifatorial, a higiene bucal regular após as refeições é a forma de prevenção mais importante, incluindo boa escovação dos dentes e da língua, e uso correto do fio dental. Além disso, é fundamental uma alimentação saudável e equilibrada, sem excessos de carboidrato e açúcar. A dra. Vanessa também recomenda a visita ao dentista a cada seis meses para avaliação. 
    “A cura é relacionada à profundidade da lesão, podendo ser por procedimentos de restauração, de tratamento do canal ou, em casos mais extremos, pela extração do dente”, informa a dra. Vanessa. “Por isso, a melhor solução é preveni-la”, completa. 
    No Seconci-SP, os trabalhadores e seus familiares contam com toda a estrutura laboratorial e profissionais de diferentes especialidades dentro da odontologia para a realização de exames e tratamentos. A entidade dispõe também de unidades odontológicas móveis que, quando solicitadas pelas empresas, vão até o canteiro de obra e realizam avaliações e procedimentos simples.