2/2/2021 0h0
Seconci-SP recomenda ida ao dentista mesmo na pandemia
E-mail

Medidas de segurança rígidas protegem pacientes e profissionais no consultório odontológico

Como a aplicação da vacina para o Covid-19 em toda a população ainda vai demorar, é natural que quem deixou de ir ao dentista desde o início da pandemia indague se deve marcar uma consulta. A resposta é sim, de acordo com a dra. Eliza Alves Maciel, dentista do Seconci-SP.
    “O cenário mundial mudou e o consultório odontológico não é mais visto como um ambiente propício à proliferação do coronavírus. Na pandemia, o pessoal da saúde aprendeu muito e os cuidados de biossegurança e a atenção pertinentes aos procedimentos odontológicos são realizados com total segurança para os pacientes e os profissionais”, afirma a dra. Eliza.
    A dentista alerta que deixar de cuidar da saúde bucal, nesse momento de crise sanitária, agrava problemas de saúde, podendo gerar atendimentos e hospitalizações sem relação com a Covid-19, e sobrecarregando o sistema de saúde.
    “O tratamento odontológico previne doenças bucais, diminuindo os atendimentos de urgência, quando o paciente tem dor. Entre as urgências estão: pulpite, condição que causa uma inflamação no interior do dente e dor intensa; abscesso dento-alveolar agudo, doença infeciosa que, em estado avançado e sem tratamento, pode levar à morte; e infecções gengivais que causam dor e sangramento, dificultam a alimentação e podem descompensar outros problemas de saúde, como a hipertensão arterial e o diabetes mellitus.”
     A dra. Eliza lembra que os profissionais de saúde bucal, incluindo cirurgiões dentistas e equipe auxiliar, sempre foram instruídos em suas formações a lidar com o risco de infecções cruzadas e a tomarem medidas de segurança para evitá-las.
     “A pandemia apenas intensificou esses cuidados. Os Equipamentos de Proteção Individual sempre foram os principais aliados desses profissionais, e hoje representam a maior e melhor arma contra o vírus. Portanto, o paciente pode frequentar o consultório odontológico tendo a certeza de que está seguro, e que o profissional está preparado para atendê-lo com segurança.”

Higienização meticulosa

No Seconci-SP, o paciente chega na hora marcada com o dentista e é questionado se está com algum sintoma de Covid-19 ou se teve contato recente com alguém infectado. Em caso negativo, disponibilizamos álcool gel e ele recebe um papel-guardanapo para acondicionar sua máscara, sendo atendido pela equipe odontológica devidamente paramentada.
    Quando termina a consulta, os equipamentos do consultório são meticulosamente higienizados, incluindo cadeiras, refletor, gavetas etc. Todo o instrumental é dispensado em local próprio e é feita a substituição por novos instrumentais esterilizados. As consultas possuem um tempo maior entre o fim e o início da próxima, para a desinfecção da sala e a neutralização de eventuais aerossóis do vírus no ar do ambiente.
     “A prevenção ainda continua sendo a melhor opção de tratamento para diversas doenças relacionadas à sua saúde bucal e, por mais que estejamos próximos de uma vacina, a situação ainda não foi controlada. As pessoas não devem hesitar e devem marcar consulta, dando a devida atenção à saúde bucal”, reforça a dra. Eliza.
     “Em breve tudo isso será mais um capítulo virado da nossa história, e quem viver isso de perto poderá contar para as próximas gerações que fizemos o nosso melhor e vencemos com êxito essa guerra”, conclui.