3/20/2018 0h0
Unidade de saúde gerenciada pelo Seconci-SP conquista o Selo de Acessibilidade municipal
E-mail

Administrado pelo Seconci-SP, o Centro de Atenção Psicossocial Adulto Vila Matilde (CAPS II), da rede pública municipal de saúde, conquistou em 13 de março o Selo de Acessibilidade outorgado pela Comissão Permanente de Acessibilidade (CPA) da Prefeitura de São Paulo.
    A entrega do selo foi feita pela presidente da CPA, Silvia Cambiaghi, e por Renata Belluzzo, da Coordenadoria de Políticas e Projetos de Inclusão da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência. A certificação foi recebida por Sylvia Jacquet, superintendente que gerencia o CAPS II e outros serviços municipais de saúde das regiões da Penha e de Ermelino Matarazzo, e pela gerente daquela unidade, Carolina Tosetto.
    O presidente do Seconci-SP, Haruo Ishikawa, destacou a relevância do Selo. “Toda unidade de saúde precisa atender aos requisitos de acessibilidade e nos sentimos na obrigação de providenciar rampas, sinalização visual, barras nos banheiros e outros itens para cumprir a legislação municipal”, comentou.
    Na outorga da certificação, Carolina apresentou às autoridades municipais os serviços oferecidos à população pelo CAPS II e relatou como o prédio foi adequado para se tornar plenamente acessível às pessoas com deficiência, considerando a diversidade humana na concepção do espaço público. Na sequência, os usuários que participam do grupo de canto da unidade fizeram uma apresentação.
    O Selo de Acessibilidade da CPA atesta a adequação da edificação para pessoas com deficiência, conforme o disposto no Decreto 45.552/2004. O CAPS II destina-se ao atendimento e tratamento da saúde mental de adultos, evitando internações e cuidando de sua reinserção social.