Pesquisar

QualiHosp 2023: Unidades hospitalares são destaque no
Congresso Internacional sobre Saúde na Era Digital

O Seconci-SP participou do Congresso Internacional de Qualidade em Serviços e Sistemas de Saúde – QualiHosp em setembro. Com mais de 20 anos, o evento é promovido pelo FGV Saúde – Centro de Estudos em Planejamento e Gestão da Saúde da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV EAESP). O objetivo principal deste ano foi o de ampliar as discussões sobre a temática “O que será dos sistemas e serviços de saúde na era digital?”.

Nesta edição, o congresso contou com quatro categorias temáticas para desenvolvimento dos trabalhos, sendo elas: Gestão em Saúde; Avaliação e Qualidade do Cuidado; Segurança do Paciente, e Desfechos Clínicos e Experiência do Paciente.

O Seconci-SP inscreveu 42 processos de melhorias voltados à gestão da saúde que foi elaborado por sete unidades públicas sob sua gestão. Destes trabalhos, a entidade recebeu dois prêmios por trabalhos de destaque no Hospital Estadual de Sapopemba (Hesap) e uma menção honrosa por um estudo desenvolvido pelo Hospital Regional de Cotia (HRC).

Seguindo a tendência mundial de atenção à saúde de agregar o ensino e a pesquisa à assistência, e ciente de que um dos melhores caminhos para a excelência profissional é a educação permanente, em julho de 2007, o Seconci-SP fundou o Instituto de Ensino e Pesquisa Armênio Crestana (IEPAC).

O IEPAC é responsável por alinhar o aprimoramento contínuo das competências técnicas, gerenciais e comportamentais dos colaboradores e prestadores de serviço aos objetivos estratégicos da entidade e por difundir a cultura do Seconci-SP, incluídas as atividades voltadas à comunidade em geral.

A  missão do Instituto é gerar, investigar e difundir conhecimentos na área da saúde com excelência e qualidade para benefício do ser humano e tem como visão tornar-se referência nas áreas de ensino e pesquisa.

Para assessorá-lo em suas atividades, o IEPAC dispõe de Conselho Científico, Comitê de Ética em Pesquisa, Comissão de Residência Médica (Coreme) e Comissão de Ensino. Além disso, conta com Núcleos de Ensino e Pesquisa (NEPs) no Hospital Geral de Itapecerica da Serra (HGIS), no Hospital Estadual Vila Alpina (HEVA),  no Hospital Regional de Cotia (HRC) e no Hospital Estadual de Sapopemba (HESAP)

As atividades desenvolvidas pelo Instituto estão organizadas sob os seguintes eixos:
– Centro de Pesquisa – Coordena estudos epidemiológicos e de pesquisa clínica e conta com um Comitê de Ética em Pesquisa.
– Centro de Informação e Memória – Responsável pela memória institucional do Seconci-SP e consolidação de informações corporativas.
– Escola de Saúde – Atua de forma descentralizada e compreende Ensino Médico, e Campos de Estágio Curriculares nas áreas de Enfermagem, Fisioterapia, Biomedicina, Nutrição e Farmácia.
– Cursos e Eventos Corporativos – Organiza, realiza, apoia e/ou patrocina cursos e eventos assistenciais, institucionais, técnico-científicos, e online.
O IEPAC é um departamento do Seconci-SP, participando do Comitê Estratégico da Entidade, que tem entre suas atribuições aprovar políticas e linhas de pesquisa, indicadores de produção e de processos, afiliações com outros centros e instituições e apreciar a proposta orçamentária e a destinação de recursos.

Cursos e Eventos

Cursos e Eventos Realizados

2021

  •  Solenidade Online Corporativa de Encerramento da Residência Médica 2020
  • Reunião online mensal do Comitê Permanente Regional do Estado de São Paulo (CPR-SP) – NR-18
  • Netiqueta
  • Webinar Semana Mundial de Aleitamento Materno
  • Webinar Semana da Segurança do Paciente
  • Webinar Setembro Amarelo
  • Webinar Outubro Rosa

2020

  • SolenidadeCorporativa de Encerramento da Residência Médica 2019
  • Reuniões Online do Comitê Corporativo de Segurança Assistencial
  • Webinar do Dia Mundial da Segurança do Paciente
  • Curso de Formação de Cuidador de Idoso Atuação Domiciliar

2019

  • Solenidade Corporativa de Encerramento da Residência Médica 2018
  • Workshop de lançamento do 6º Prêmio Seconci-SP
  • Cerimônia de Entrega do 6º Prêmio Seconci-SP
  • II Jornada de Serviço Social das Unidades Administradas pelo Seconci-SP
  • Curso de Manejo Clínico em Aleitamento Materno_2019
  • Evento do Comitê Gestor Integrado HGIS e HRC | Planejamento Estratégico
  • Reunião Comitê Corporativo de Segurança Assistencial
  • Encontro Corporativo de Segurança Assistencial
  • Prêmio Destaque Médico (HGIS e HRC)
  • SIPAT 2019 – Seconci-SP
  • I Jornada Corporativa de Assistência Farmacêutica do Seconci-SP

2018

  • Capacitação para Testes Rápidos – Vigilância Epidemiológica Lapa/Pinheiros
  • Workshop de Lançamento do 5º Prêmio Seconci-SP de Saúde e Segurança do Trabalho
  • Reunião do Instituto Brasileiro das Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)
  • I Evento Corporativo em Comemoração à Semana Mundial de Aleitamento Materno_2018
  • Prêmio Destaque Médico HGIS e HRC
  • Curso de Manejo Clínico em Aleitamento Materno HEVA

2017

  • Workshop “Assédio Moral”
  • Projeto de Implantação do E-Social
  • Treinamento Inteligência Emocional
  • I Encontro de Clínica Médica em Urgência e Emergência
  • Comitê Gestor Integrado HGIS \ HRC – Disclosure
  • Palestra Diversidade e Inclusão

2016

  • Curso de Profilaxia do TEV no Paciente Cirúrgico
  • Curso Emerge Brasil – Síndromes Coronárias Agudas – 3ª edição

2015

  • Atualização em Intercorrências Clínicas no Ambulatório Odontológico
  • Aula de Eletroneuromiografia – Hospital Regional de Cotia (HRC)
  • Curso de Profilaxia do TEV no Paciente Cirúrgico
  • Curso de Capacitação de Comissão de Ética Médica (CEM)
  • I Encontro Corpo Clinico – Hospital Geral de Itapecerica da Serra (HGIS)
  • QSSP – ENSP Banca de Avaliação TCC – V Jornada de Fisioterapia das Unidades Gerenciadas pelo Seconci-SP

2014

  • Abordagem Médica e Odontológica da Síndrome Miofascial
  • I Jornada de Serviço Social das Unidades Administradas pelo Seconci-SP
  • IAM com supra de ST: O desafio da reperfusão em uma grande metrópole
  • Implantação do Protocolo TEV – Hospital Estadual de Sapopemba (HESAP)
  • IV Jornada de Fisioterapia das Unidades Administradas pelo Seconci-SP
  • Grupo de Estudos para a Inclusão de Profissionais de Enfermagem com Deficiência em Serviços de Saúde
  • Seconci-SP  e a Gestão da Qualidade

Locação de Espaços

Locais climatizados e equipados para eventos técnico-científicos em localização privilegiada e com acessibilidade.

Teatro

O Teatro Seconci-SP, inaugurado em 2009, conta com recursos modernos e de alta tecnologia, sendo projetado para eventos de diversas finalidades.

Equipado com:

• Iluminação cênica
• Sonorização
• Ar-condicionado
• 1 tela multimídia
• 1 projetor multimídia
• Entrada independente
• Acessível para Pessoas com Deficiência
• Pedestal para bandeira

Foyer com espaço para instalação de stand, divulgação de produtos, alimentação e networking.

O Teatro Seconci-SP, inaugurado em 2009, conta com recursos modernos e de alta tecnologia, sendo projetado para eventos de diversas finalidades.

Mezanino

O Mezanino conta com recursos multimídia e amplo espaço para eventos, montagem de lounges e stands, entre outros.

Equipado com:

• Ar-condicionado
• Data Show
• Quadro Branco
• Flip Chart

Local: Sede do Seconci-SP, 2° andar. 
Área: 149,40m².
Capacidade: 60 pessoas (devido à pandemia, lotação sujeita à definição do Plano SP).

Auditório

O auditório é um ambiente estruturado para reuniões de grupo e treinamentos, entre outras atividades corporativas.

Equipado com:

  • Ar-condicionado
  • Data Show
  • Flip Chart


Local:
 Sede do Seconci-SP, 10° andar.
Área: 78,62m²..
Capacidade: 50 pessoas (Devido à pandemia, lotação sujeita à definição do Plano SP).

 Venha nos fazer uma visita e conhecer todos os recursos disponíveis para o sucesso do seu evento!

Sala de Aula

A sala de aula multimídia é direcionada a treinamentos técnico-científicos e comportamentais.

Equipada com:

  • Ar-condicionado
  • Data Show
  • Quadro Branco
  • Flip Chart


Local:
 Sede do Seconci-SP, 10° andar.
Área: 29,67m².
Capacidade: Capacidade: 25 pessoas (devido à pandemia, lotação sujeita à definição do Plano SP).

 Venha nos fazer uma visita e conhecer todos os recursos disponíveis para o sucesso do seu evento!

Centro de Informação e Memória

  • Apoio à participação de colaboradores em eventos técnico-científicos (levantamento bibliográfico e elaboração de pôsteres e apresentações)
  • Recuperação, guarda e disponibilização da memória do Seconci-SP
  • Consolidação das informações assistenciais da entidade/suporte para elaboração do Relatório de Filantropia
  • Coordenação de atividades culturais

Centro de Pesquisa

O Centro de Pesquisa atua na coordenação de estudos epidemiológicos e de pesquisa clínica e no gerenciamento de banco de dados.
O IEPAC gerencia, para avaliação no Comitê de Ética em Pesquisa (CEP), por intermédio da Plataforma Brasil, o recebimento de mais de quinze projetos/pesquisas por ano.

Comitê de Ética em Pesquisa

O Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) é um órgão colegiado e multidisciplinar, subordinado à Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP), com a função de implementar as normas e diretrizes regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos, aprovadas pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa e pelo Conselho Nacional de Saúde. Tem função normativa, deliberativa, consultiva e educativa, sendo suas atribuições, as previstas na legislação específica e, em especial:

  • Revisar e dar parecer sobre todos os protocolos de pesquisa envolvendo seres humanos, cabendo-lhe a responsabilidade primária pelas decisões sobre a ética da pesquisa a ser desenvolvida na instituição, de modo a garantir e resguardar a integridade e os direitos dos voluntários participantes nas referidas pesquisas
  • Desempenhar papel consultivo e educativo, fomentando a reflexão em torno da ética na ciência
  • Receber denúncias e requerer a apuração sobre trabalhos de pesquisa
  • Fiscalizar os protocolos em andamento.

Os projetos para apreciação do CEP deverão ser registrados na Plataforma Brasil.
São membros integrantes do CEP:

Clique na imagem para ampliar, mover e compartilhar. Use os botões do lado superior direito.

Instruções e Procedimentos da Plataforma Brasil

Pesquisador 1: O pesquisador deve se cadastrar no site da Plataforma Brasil, clicando aqui.

Importante: Aconselhamos a leitura prévia dos seguintes manuais, para melhor entendimento do funcionamento da Plataforma Brasil, antes de seguir com o processo de cadastramento:
a) Manual de Cadastro de Usuário: Clique aqui para baixar
b) Manual de Submissão de Projeto de Pesquisa: Clique aqui para baixar

Para realizar o cadastro é necessário ter em mãos:

  • – Arquivo digital contendo a identidade (RG) escaneada (frente e verso)
  • – Arquivo digital contendo uma foto, de preferência 3×4
  • – Número do CPF e RG

2. Após preencher o cadastro, o pesquisador receberá um e-mail contendo uma senha e informações sobre o acesso à Plataforma Brasil. Se desejar, será possível alterar a senha no primeiro acesso na aba “Meus Dados”.

3. Passos para cadastrar um projeto de pesquisa:

3.1. Acesse a Plataforma Brasil com seu e-mail de acesso e senha.

3.2. Para submeter um novo protocolo de pesquisa clique em “Nova Submissão”. Para cadastrar projetos aprovados anteriores à Plataforma Brasil clique em “Projeto anterior”.

3.3. Na primeira tela, o pesquisador deverá responder à pergunta inicial: se há o envolvimento de seres humanos na pesquisa (de forma direta ou indireta).  Só se conseguirá avançar, caso a resposta a esta pergunta seja “sim”. Outras informações solicitadas na primeira tela: equipe da pesquisa (toda a equipe de pesquisa deve estar cadastrada na Plataforma Brasil); assistentes de pesquisa (pessoas que podem continuar o preenchimento do formulário precisam estar cadastradas na Plataforma Brasil); instituição proponente (a instituição proponente – onde será feita a pesquisa – deverá ser adicionada no momento do cadastro do pesquisador ou, caso o cadastro já tenha sido feito, entrar em “Alterar Meus Dados” e adicionar a Instituição procurando pelo CNPJ 61.687.356.0001-30 (Seconci-SP) que é o responsável pela administração dos serviços públicos sob sua gestão e nacionalidade do estudo. O pesquisador só avançará para a tela seguinte se a primeira tela estiver totalmente preenchida.

3.4. Na segunda tela, o pesquisador deverá informar a área de estudo, se o estudo pertence a alguma área temática especial (Grupo 1), a grande área do conhecimento, o propósito do estudo, o título da pesquisa, quem será o pesquisador principal e quem deverá ser contatado pelo sistema para receber as informações necessárias.

Tenha muita atenção para preencher esses dados corretamente, pois se seu projeto não pertencer a nenhuma das áreas especiais e você enquadrá-lo equivocadamente em uma dessas áreas (que demandam apreciação da CONEP), ele será automaticamente enviado para a CONEP após a aprovação do CEP e não será permitido o início do estudo.

3.5. Na terceira tela, serão solicitados dados referentes ao desenho de estudo, ao apoio financeiro (se próprio ou agência de financiamento) e palavras-chave (que serão adicionadas uma a uma). Se for uma pesquisa clínica, serão solicitados adicionalmente os seguintes dados: se o estudo é experimental ou observacional, a que fase pertence, CID, descritores, natureza da intervenção, uso de placebo e período de washout. O pesquisador só avançará para a tela seguinte, se a terceira tela estiver totalmente preenchida.

3.6. A quarta tela é o detalhamento do estudo. O pesquisador informará introdução, resumo, hipóteses, objetivo primário, objetivos secundários, metodologia, critérios de inclusão e exclusão, riscos, benefícios, metodologia de análise de dados, desfecho primário, desfecho secundário, tamanho da amostra, data do primeiro recrutamento e países de recrutamento (em casos em que essas informações se aplicam). Os campos introdução, resumo, hipóteses, objetivo primário, objetivos secundários, metodologia, critérios de inclusão e exclusão, riscos, benefícios, metodologia de análise de dados, desfecho primário e desfecho secundário comportam até 4 mil caracteres. Assim, recomendamos que, se no projeto original tais campos ultrapassarem os 4 mil caracteres, ao final da submissão, o pesquisador anexe ao sistema o arquivo contendo o projeto completo. O pesquisador só avançará para a tela seguinte se a quarta tela estiver totalmente preenchida.

3.7. Na quinta tela são outras informações. O pesquisador informará se usará ou não prontuários (se a resposta for positiva, será solicitado maior detalhamento sobre esse acesso), o número de indivíduos que serão abordados pessoalmente, recrutados ou que sofrerão algum tipo de intervenção, o número de grupos em que os indivíduos serão divididos, se o estudo é multicêntrico ou não (em caso positivo, serão solicitados os nomes dos centros participantes), adição de instituição coparticipante (em caso de existir). O pesquisador deverá informar se solicita ou não dispensa do TCLE – Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (em caso positivo, deverá incluir justificativa).  Nesta tela deverá ser informado ainda o cronograma de execução, o orçamento e a bibliografia do estudo (que devem ser inseridos item por item) além de outras informações que julgar relevante. Neste ponto, o pesquisador deve clicar em “imprimir folha de rosto” e a folha será gerada. A folha de rosto gerada deverá ser impressa, assinada, carimbada e escaneada. Isso significa que a submissão de protocolos de pesquisa não poderá ser feita em um momento único.

O pesquisador deve anexar também o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) e o instrumento de coleta de dados. O TCLE precisa, obrigatoriamente, ser anexado em um arquivo separado, mas o instrumento de coleta de dados poderá ser anexado juntamente com o arquivo do projeto.

3.8. A sexta tela é de finalização. O pesquisador informará sobre a necessidade de manter sigilo do projeto de pesquisa e qual o prazo para a manutenção desse sigilo. Ao final, o pesquisador deverá ler e aceitar o Compromisso Geral e o Compromisso de Financiamento e de Orçamento.  Se não aceitar estes Compromissos, o projeto não poderá ser enviado.  Após o envio, o projeto poderá ser aceito ou rejeitado pelo CEP. Se for rejeitado, o pesquisador receberá um e-mail notificando que deve acessar a página da Plataforma Brasil e o sistema informará o motivo da rejeição (falta de documentos, documentos não assinados, documento anexado errado, etc.).  Se for aceito, a notificação informará que o projeto foi encaminhado para Relatoria e inicia-se a contagem de tempo de 30 dias.

4. A notificação de pendências e o parecer do CEP serão obtidos através da Plataforma Brasil. Os pesquisadores devem ter cuidado ao responder as pendências e procurar o CEP antes de enviá-las via sistema, se tiver dúvidas, pois se as pendências não forem atendidas a contento, o projeto será “Não aprovado”. Não haverá “pendência da pendência”.

5. Projetos de outras instituições sem CEPs cadastrados no sistema: quando o pesquisador clicar em “Enviar o projeto ao CEP”, os projetos serão enviados diretamente à CONEP e é a Comissão que decidirá qual CEP apreciará o projeto. Caberá a ela enviar o estudo ao CEP escolhido.

Importante! Caso seja colaborador/funcionário do Seconci-SP, o pesquisador deverá se dirigir ao NEP – Núcleo de Ensino e Pesquisa (no caso dos Hospitais) ou direcionar suas dúvidas ao IEPAC (no caso das demais Unidades da gestão própria/pública) através do e-mail de contato para obter esclarecimentos ou informações para obter esclarecimentos e/ou informações adicionais necessárias: cep@seconci-sp.org.br

Regimento Interno do CEP – Comitê de Ética em Pesquisa do Seconci-SP

Escola Descentralizada de Saúde

Campos de Aprendizagem

O Instituto de Ensino e Pesquisa Armênio Crestana – IEPAC, por meio da gestão das parcerias com diversas instituições de ensino, oferece anualmente cerca de 5000 vagas nas áreas de Medicina, Enfermagem, Fisioterapia e Nutrição.
I – A solicitação de campo de aprendizagem deverá ser enviada ao email: iepac@seconci-sp.org.br, obedecendo os seguintes períodos:

II – Preencher o formulário (link disponível no final da página), salvar e enviar para iepac@seconci-sp.org.br

III
– O IEPAC entra em contato com a instituição de ensino solicitante para negociar as condições contratuais em que se dará o campo, tendo em vista a necessidade da instituição de ensino solicitante e a disponibilidade pactuada com a Unidade Assistencial.

IV – Em caso de aprovação, toda a documentação deverá estar disponível até quinze dias antes do início do campo e o IEPAC fará contato com a Unidade Assistencial para agendar o reconhecimento de campo pelo professor que acompanhará os alunos.

V
– O IEPAC encaminhará para a Unidade Assistencial o Programa de Estágio, a listagem de alunos e o nome do professor que os acompanhará, o respectivo Seguro de Acidentes Pessoais e a cópia da Carteira de Vacinação atualizada dos participantes.

Importante: Nenhum campo terá início antes da formalização completa da documentação

Ensino Médico

Os Programas de Ensino Médico são realizados em Unidades administradas pelo Seconci-SP, cabendo ao IEPAC a organização e realização de todo o processo seletivo, gestão dos processos administrativos vinculados e o acompanhamento do processo de ensino.

PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA MÉDICA

Realizados nos hospitais públicos estaduais que se encontram sob a administração do Seconci-SP (Hospital Geral de Itapecerica da Serra, Hospital Estadual Vila Alpina, Hospital Regional de Cotia, Hospital Estadual de Sapopemba) e a partir de novembro de 2019, o Conjunto Hospitalar de Sorocaba), a Residência Médica teve início em 2008, por ocasião do credenciamento pelo MEC/CNRM do Programa de Cirurgia Geral do Hospital Estadual Vila Alpina. A partir de 2014, segue com os credenciamentos dos novos Programas de Residência Médica nos Hospitais, em diferentes especialidades, disponibilizando anualmente as vagas para o ingresso no primeiro ano através de Escolha Pública realizada pelo SUS/SES-SP.

Abaixo, o quadro atualizado da residência médica nos hospitais sob gestão

Clique na imagem para ampliar, mover e compartilhar. Use os botões do lado superior direito.

Programas de Especialização Médica

Hospital da Mulher

Edital de abertura para preenchimento de vagas para fellowship

Áreas:


Confira abaixo edital:

– Edital – Inscrições Encerradas

 

Aperfeiçoamento em Ginecologia, Cirurgia Plástica e Laboratório de Reprodução Humana (2024)

Áreas:

  • Oncologia Cirúrgica Ginecológica Resultado
  • Reprodução Humana – Resultado
  • Sexologia
  • Aperfeiçoamento para Especialistas em Cirurgia Plástica – Área: Reconstrução Mamária


Confira abaixo edital:

Edital – Inscrições Encerradas

CHS
Residência em Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial (2024).

Confira abaixo edital:

Edital – Inscrições Encerradas

Resultado Final

Programa de Treinamento em Cirurgia Geral.

Edital – Inscrições Encerradas

Resultado Final