Sorocaba realiza palestra sobre SST

A Regional Sorocaba do Seconci-SP realizou palestra do auditor fiscal do Trabalho Roque de Camargo Júnior, para cerca de 30 profissionais de Segurança e Saúde do Trabalho (SST) de construtoras da cidade e da região. O evento aconteceu em 28 de abril, Dia Mundial de SST e Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças de Trabalho, encerrando a campanha Abril Verde.

“Além de proporcionar muito conhecimento, o encontro promoveu troca de informações entre os profissionais da área que ficaram afastados do Seconci-SP em virtude da pandemia da Covid-19, além de esclarecer dúvidas sobre a nova NR 18 – Saúde e Segurança do Trabalho na Indústria da Construção”, comentou Ester Gonçalves, gerente da Regional.

Roque, subcoordenador do Projeto da Construção da seção de Segurança e Saúde do Trabalho da Superintendência Regional do Trabalho de São Paulo, esclareceu pontos como o papel da fiscalização, as responsabilidades de incorporadoras e construtoras, o papel dos técnicos de segurança do trabalho e a conscientização das empresas e dos trabalhadores a respeito da prevenção a acidentes de trabalho e doenças ocupacionais.

Luta diária

“Em 28 de abril, fazemos reverência à memória das pessoas que perderam a vida em inúmeros acidentes do trabalho. É uma luta diária e constante para evitar não somente os acidentes fatais, mas também doenças ocupacionais relativas ao trabalho. Por essa razão, o Seconci-SP, uma instituição sempre parceira do Ministério do Trabalho e da Previdência, reuniu aqui técnicos de segurança para esclarecer dúvidas e colocar mais um tijolo na construção de uma consciência maior por parte das empresas e dos trabalhadores sobre os riscos de acidentes e de adoecimento no trabalho”, afirmou Roque.

O auditor fiscal destacou a importância de as empresas investirem em segurança do trabalho. “Investir em saúde e segurança do trabalho não pode ser visto como um gasto, pois estamos falando do bem mais importante que qualquer empresa pode ter, a vida e a saúde dos seus colaboradores. Por isso a importância deste encontro que demonstra a vontade dos profissionais da segurança de buscar conhecer mais sobre as normas e entender realmente como elas funcionam”, complementou.

O palestrante também ressaltou a participação do Seconci-SP na modernização das Normas Regulamentadoras (NRs) relacionadas à construção civil. “O Ministério do Trabalho e da Previdência tem editado e feito alterações nas NRs, buscando sempre modernizá-las para que estejam em consonância com as novas alterações do mercado de trabalho, sem deixar de lado o escopo de proteger a vida e a saúde de todos os trabalhadores. Essas mudanças foram feitas em uma composição tripartite através de grupos de trabalho e o Seconci-SP tem sempre estado presente, contribuindo de uma maneira muito rica”, prosseguiu.

Perdas por acidentes

Segundo dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT), cerca de 2 milhões de pessoas morrem por ano por conta de doenças ocupacionais no mundo, e o número de acidentes de trabalho fatais chega a 321 mil anualmente. Além disso, a cada 11 segundos, um trabalhador morre por conta de uma doença relacionada ao trabalho em todo o mundo.

Ainda de acordo com o órgão, cerca de US$ 2,8 trilhões (4% do PIB mundial) são perdidos por ano em impostos diretos ou indiretos devido a acidentes de trabalho. No Brasil, somente em 2021, foram comunicados 571 mil acidentes de trabalho e mais de 2.487 mortes no trabalho.

“Esses acidentes acarretam perdas para vários setores, como impacto financeiro para as empresas, queda de produtividade, prejuízos ao sistema previdenciário”, concluiu Roque.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Relacionados